Chuvas isoladas prejudicam áreas de soja e milho no Sul do país

Publicado em 15/12/2014 16:02 230 exibições
Umidade do solo já está abaixo dos 50% em locais do Rio Grande do Sul

Apesar da chuva forte na região Sul do país nas últimas semanas, as frentes frias têm sido passageiras, o que provoca chuva intensa, mas isolada. Por conta disso, a umidade do solo já caiu em algumas localidades e traz apreensão para os produtores de milho do Rio Grande do Sul e de soja do Paraná. Na região de Santo Ângelo a água disponível na terra está em torno dos 30%, sendo que o ideal seria mais de 50%.
 
No Paraná, enquanto a umidade do solo chega a 90% na região de Londrina, no oeste do Estado esse valor está em torno dos 40% e os agricultores já esperam por perdas, já que as chuvas até o momento estão abaixo da média.
 
E essa irregularidade deve continuar. Para a segunda semana de dezembro estão previstas chuvas para todas as regiões produtoras de milho do Brasil, mas os maiores volumes ficarão concentrados no Sudeste, Centro-Oeste e sul da Bahia. Já no Sul, as perdas que estão ocorrendo são irreversíveis e a produção final de milho poderá ser menor esse ano.
 
Em janeiro, novamente não haverá regularidade na distribuição da chuva, mas o acumulado ficará acima da média no Rio Grande do Sul, no oeste e sul do Paraná e de Santa Catarina. Por outro lado, no norte e leste paranaense e no norte de catarinense deverá chover menos que o normal. “As precipitações mais intensas acontecerão nos primeiros dez e nos últimos dez dias do mês”, afirma o meteorologista da Somar Meteorologia, Celso Oliveira.

Tags:
Fonte:
Somar Meteorologia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário