Áreas produtivas de Córdoba e Buenos Aires, na Argentina, estão debaixo d'água

Publicado em 03/01/2017 16:41 494 exibições

A situação é cada vez mais complicada nos campos de San Joaquín, ao sudeste de Córdoba, na Argentina, depois das excessivas chuvas dos últimos dias.

Um dos produtores afetados pelas inundações, Víctor Panero, contou ao site Infocampo.com.ar que a água está cobrindo cerca de 40cm de sua propriedade. Ele também conta que, na região, crescem os conflitos para a construção de canais clandestinos, já que não há saída para a quantidade de líquido acumulada.

Em imagens enviadas por uma leitora ao Infocampo, é possível observar como se encontram os caminhos rurais da zona, que podem piorar com o prognóstico de novas chuvas.

 

(Vídeos divulgados pelo site Infocampo.com.ar)

Na região de General Villegas, no nordeste da província de Buenos Aires, as inundações também voltaram a assolar os produtores. Na última madrugada, novas chuvas alagaram a localidade de Piedritas, que trabalha agora com bombas para extrair a água acumulada.

Foram 55mm em uma hora na última madrugada. Metade da localidade está debaixo d'água, de acordo com o delegado municipal de Piedritas, José María García.

"Tudo o que havia sido plantado em dezembro foi perdido. Os campos estão encharcados e os cultivos não resistem", disse o delegado.

Hoje, o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) da Argentina emitiu um alerta a curto prazo para tempestades fortes com rajadas de vento e ocasional queda de granizo para localidades das províncias de Santa Fe e de Entre Ríos.

Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário