Tempo: BR central não terá chuvas volumosas até o final de setembro; umidade despenca para 10%

Publicado em 11/09/2019 10:49
5917 exibições
"O que está havendo é um deslocamento do período das chuvas. O tempo não segue o calendário civil", diz meteorologista do Inmet

Imagem de satélite nesta quarta-feira (11) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta quarta-feira (11) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Os últimos dias têm sido de sol e calor com uma massa de ar seco sobre a maior parte do Brasil, incluindo áreas centrais do país onde a umidade chegou a ficar abaixo dos 8% neste mês de agosto. A previsão do tempo não aponto chuvas expressivas sobre o Brasil central até o final do mês.

O mapa de precipitação do COLA (Centro de Estudos Oceano-Terra-Atmosfera), ligado à Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, NOAA, na sigla em inglês, mostra que pelos próximos 15 dias não há previsão de chuva volumosa sobre a maior parte do país.

No período de 11 a 19 de setembro, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas das regiões Norte e Sul, além de pontos no Leste do Nordeste. De 19 a 27 de setembro, as chuvas avançam mais sobre o Brasil central, mas ainda serão pouco volumosas e mais ao Oeste da região.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 11 até 19 de setembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 11 até 19 de setembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

"Os prognósticos dos modelos estão mostrando a escassez de chuvas em áreas centrais do país e apenas a possibilidade de pancadas", afirma Manoel Rangel, meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). O especialista explica que o está ocorrendo é um atraso.

Para Rangel, as chuvas que antes aconteciam em agosto, passaram para setembro e agora estão começam em outubro sobre áreas centrais do país. "O que está havendo é um deslocamento do período das chuvas. O tempo não segue o calendário civil", destaca o meteorologista.

Para os agricultores, principalmente os sojicultores que podem iniciar o plantio nos próximos dias, as chuvas mais tardes é motivo de preocupação. No entanto, segundo Rangel, apesar do atraso, quando voltarem as precipitações vão se estender por um período que não era úmido.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos últimos 5 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos últimos 5 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Com o tempo seco e as altas temperaturas, a umidade do ar despencou em áreas centrais do país, chegando a níveis preocupantes, com Brasília (DF) atingindo mínima de 11% e Sorriso (MT), 13%, em 04 de setembro; Campo Grande (MS) teve 10% em 07 de setembro e Goiânia 9% em 05 de setembro.

Rangel explica que, apesar dos baixos índices de umidade, não é possível afirmar que a umidade nessas áreas centrais do país chegou a nível de deserto, afinal, essa foi uma condição sazonal. "Não temos esses níveis durante todo o ano, diferente do deserto", pontua.

O Inmet emitiu alerta de onda de calor para mais de 20 cidades nesta quinta. Há grande perigo com hipertermia/risco de morte. As temperaturas podem ficar 5ºC acima da média por período maior do que 05 dias, segundo o instituto brasileiro de meteorologia.

O aviso de baixa umidade é para áreas de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. No Rio Grande do Sul, há alerta de chuvas intensas.

Veja o mapa das áreas com alertas nesta 4ª feira em todo o Brasil:

Mapa das áreas com alertas nesta 4ª feira em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Na segunda-feira, o Inmet alertou para mudanças nas condições climáticas no estado do Paraná que podem afetar o início do plantio da soja da safra 2019/20. Os produtores rurais devem ser cautelosos, pois nos próximos dias as chuvas vão ficar abaixo da média com clima seco e quente.

Veja mais:
» Inmet alerta sobre mudanças nas condições climáticas para o início da safra de soja no Paraná

Veja o mapa de umidade no solo por profundidade em centímetros no Brasil:

Mapa de umidade no solo por profundidade em centímetros no Brasil - Fonte: COLA/NOAA
Fonte: COLA/NOAA

Colheita da soja na fazenda Kibacana em Boa Vista (RR). Envio de Matheus Ebert.
Colheita da soja na fazenda Kibacana em Boa Vista (RR). Envio de Matheus Ebert.

Plantação de algodão na Bahia. Envio de Lucas Rodrigues.
Plantação de algodão na Bahia. Envio de Lucas Rodrigues.

Foto em Itaquiraí (MS). Envio de Luis Turquino
Foto em Itaquiraí (MS). Envio de Luis Turquino

Florada dos Ipês Brancos no Complexo da UFPR Campus Palotina (PR). Envio de Edmilson Zabott
Florada dos Ipês Brancos no Complexo da UFPR Campus Palotina (PR). Envio de Edmilson Zabott

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas e @jornalistadotempo ou use as hashtags #jornalistadotempo ou #imangensdodia

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário