Tempo: temperaturas elevadas em todo o país; persiste condição de fortes chuvas no RS

Publicado em 30/10/2019 09:47 e atualizado em 30/10/2019 10:56
3181 exibições

LOGO nalogo

As temperaturas estarão elevadas na maior parte do país nos próximos dias. No Centro-Oeste a máxima está prevista em 42º e o Sul do país, mesmo com os altos volumes de chuvas, tem previsão de 39º. De acordo com os dados do Inmet, o Norte e Sudeste do país têm previsão de temperatura máxima em 39º, no Nordeste a temperatura fica mais elevada e pode alcançar os 41º nesta quarta-feira (30).

Segundo Naiane Araujo, metereologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), apesar de altas, as condições são consideradas normais para a época do ano, embora chova em alguns pontos. "Tem uma queda no momento da chuva, mas depois que a chuva para, continua abafado, já é bem característico dessa época", afirma. 

A umidade do ar, apesar do calor intenso, tem se mantido entre 30 e 95% na maior parte do país, sengundo a metereologista. Alguns pontos isolados no Paraná, Centro-Oeste e Sudeste podem registrar umidade entre 25% e 30% no período da tarde.

A situação mais crítica é no Nordeste, que pode ter picos de baixa umidade entre 15 e 20% no período da tarde, em razão da massa de ar seco e falta de chuva. 

Veja o mapa de temperaturas em todo o Brasil:

Mapas temperaturas - Inmet
Fonte: Inmet
 

Chuvas persistem na região sul do país

Nas próximas 24 horas as condições de chuvas persistem para a região sul do país, sobretudo no Rio Grande do Sul onde são previstas chuvas entre 50 e 70 milímetros, segundo indica o modelo Cosmo do Inmet. 

No Paraná e em Santa Catarina as chuvas devem acontecer de forma isolada, aumentando as condições de chuvas no final do dia. "No Rio Grande do Sul, principalmente, tem a tendência de persistir, não vai ter um alívio muito significativo por lá", afirma a metereologista Naiane Araujo. 

Os produtores de São Gabriel/RS estão preocupados com as chuvas constantes que atingem as lavouras na região. Relatos enviados ao Notícias Agrícolas sinalizam que por consequências das fortes chuvas, há duas semanas os agricultores não conseguem fazer o plantio da soja. "O que tinha plantado já foi, começo será do zero aqui, se parar a chuva que está prevista pra mais uma semana", afirmou Guilherme Medeiros. 

Confira o vídeo enviado por produtores da região:

Na região central do país, as chuvas tendem a continuar de maneira isolada e com volumes baixos. Os estados de Minas Gerais, Goiás e São Paulo também devem ter pancadas de chuvas de maneira isoladas nesta quarta-feira (30). 

O Nordeste segue com uma massa de ar seco e sem previsão de chuvas para os próximos dias. Segundo Naiane, a região já passa por um atraso nas precipitações. É possível que aconteçam algumas chuvas passageiras e em volumes baixos apenas na região leste do estado. 

"Na verdade, a tendência já é começar a chover na região, mas o tempo está seco ainda então está tendo um atraso nesse início da estação chuvosa", afirma a metereologista. 

Veja o mapa de precipitação para as próximas 93 horas: 

Inmet

Últimas 24 horas 

Mais uma vez os grandes acumulados de chuva foram registrados na região sul do país, segundo mostra o mapa de precipitação acumulada do Inmet. No Rio Grande do Sul foram registradas chuvas entre 15 e 30 milímetros, no extremo sul do estado houve precipitação de até 40 milímetros. 

As chuvas avançaram e atingiram também o estado do Paraná, com registros entre 12 e 30 milímetros. Minas Gerais também registrou pontos de chuvas, sobre tudo na região sul do estado, com acumulados entre 15 e 30 milímetros. 

A região central teve o registro de chuvas isoladas em alguns pontos do Mato Grosso, Goiás e Rondônia, as chuvas não ultrapassaram os 25 milímetros. 

Veja o mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas em todo o Brasil:

Inmet - 24 horas
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

No período de 30 de outubro até 07 de novembro, o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), prevê chuvas em maiores volumes nas regiões Sul, Sudeste e Norte do país.

No período de 7 de novembro a 15 de novembro, praticamente todo o país passa a ter maiores níveis de precipitação. Com destaque para as regiões Centro-Oeste, Sudeste e Norte. 
 

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 30 de outubro até 15 de novembro:
 

NOAA - 3010

Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Plantio em Dourados (MS). Envio de Eduardo Manfroi
Trigo em São Martinho da Serra (RS). Envio de Felipe Vieira MelloPlantio em Dourados (MS). Envio de Eduardo Manfroi
Trigo em São Martinho da Serra (RS). Envio de Felipe Vieira Mello
Trigo em São Martinho da Serra (RS). Envio de Felipe Vieira Mello
Foto em Lagoa Formosa (MG). Envio de Wellington Faria

Foto em Lagoa Formosa (MG). Envio de Wellington Faria

Plantio de soja nas lavouras de Ivo Rusgoski e família em São João do Triunfo (PR)
Plantio de soja nas lavouras de Ivo Rusgoski e família em São João do Triunfo (PR)

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas e @jornalistadotempo ou use as hashtags #jornalistadotempo ou #imangensdodia

Por: Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • FLAVIO MULLER CUIABA - MT

    Essa previsão para o centro-oeste não está com nada, pois na minha fazenda não chove há 14 dias. Seca de matar soja nascida...

    0
    • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

      Sr. Flávio, ... tua fazenda é em qual cidade?

      0