Seca na Rússia deve favorecer produtor brasileiro de grão

Publicado em 24/08/2010 13:47 464 exibições

Causando danos a 16 mil propriedades rurais na Rússia, Ucrânia e países do Mar Negro, a seca recorde na região deve beneficiar o agricultor brasileiro. A intempérie climática custou ao setor agrícola prejuízos de mais de US$ 1 bilhão.

Os prejuízos na produção de trigo, principalmente da Rússia, elevaram a projeção dos preços do grão. A possibilidade de lucrar mais fez o produtor brasileiro passar da cautela de dois meses atrás para o otimismo, de acordo com Fernando Pimentel, da consultoria Agrosecurity.

Se não fossem os problemas no Hemisfério Norte, conta Pimentel, os contratos de soja, negociados atualmente a mais de US$ 10 o bushel, estariam em torno de US$ 9.

Com a quebra da safra no Leste Europeu, a demanda dos complexos de energia e proteína deve ser transferido para produtos como milho, soja, trigo e canola, produzidos em outras regiões, entre elas o Brasil.

No início de agosto, Moscou anunciou que, para garantir o suprimento doméstico, além de evitar o aumento dos preços, reduziria as exportações de trigo e derivados até o fim do ano.

Tags:
Fonte:
Band

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário