Clima: Chuvas ainda são insuficientes para promover condições ideais para o plantio

Publicado em 06/10/2010 15:45
384 exibições
Segundo a Somar Meteorologia, os estados de São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro deverão sentir a atuação das frentes frias nos próximos quinze dias e uma melhor organização das chuvas. O mesmo deve acontecer no interior de Minas Gerais, nas regiões sul e do Triângulo Mineiro. De acordo com o boletim da Somar, deve continuar chovendo no Paraná e no Mato Grosso do Sul e essas condições favorecem o plantio das lavouras de milho e soja.

O sudeste do país também será beneficiado com a presença da frente fria assim como a região centro-oeste. "Mais para o fim de semana e para a próxima semana deve voltar a ocorrer algumas chuvas isoladas em Goiás e no sul de Mato Grosso, afirmou Paulo Etchichury, sócio diretor da Somar Meteorologia. Apesar disso, a precipitação ainda será insuficiente para promover condições ideais para o plantio.

Já para a Bahia, Maranhão, Piauí e Tocatins a previsão ainda é de atraso para as chuvas."Há previsão de alguns episódios de chuvas isoladas na última semana de outubro, porém, a tendência é de muito irregularidade até novembro", estima a Somar.

O Rio Grande do Sul e Santa Catarina devem continuar sem precipitação nos próximos dias, o que favorece o plantio das lavouras de verão, especialmente soja e arroz, cujo plantio já estava sendo atrapalhado pelo excesso de água em setembro e as baixas temperaturas dos últimos dias.

Primavera

De acordo com a Somar, o começo da primavera confirmou a condição climática típica da estação: depois de um longo período seco, voltou a chover em parte do Sudeste e no Centro-Oeste, além da intensificação das chuvas sobre o Norte do Brasil.

Os maiores volumes da semana passada se concentraram em São Paulo, centro-sul de Minas Gerais, sul de Mato Grosso do Sul e no noroeste do Paraná.

Já em Goiás, Mato Grosso, Tocantins e oeste da Bahia, as chuvas ocorreram de forma muito irregular e, no geral, de fraca intensidade.

Os índices de água disponível no solo refletem o resultado do clima na semana e mostram uma boa recuperação e condições de plantio das lavouras de verão no Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e parte de Minas Gerais.

As condições de umidade do solo, no entanto, continuam críticas em Mato Grosso, Goiás e no interior da Região Nordeste, que ainda continua sofrendo com o longo período seco e de altas temperaturas.

Argentina

A semana passada confirmou o padrão típico da primavera, com chuvas sobre grande parte do território argentino, incluindo a região do Pampa Úmido, a principal região produtora de milho e soja.

A tendência para as próximas duas semanas, segundo a Somar, é de pouca chuva e temperaturas em gradual elevação. A meteorologia ressalta que as águas desse período são importantes para uma reposição e regularização dos níveis de umidade do solo, que são fatores importantes e determinantes para as condições de plantio que ocorrem entre outubro e novembro (primeiro plantio) e dezembro (segundo plantio).

Com informações da Somar Meteorologia
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário