Temporal provoca estragos em casas e lavouras de Maximiliano de Almeida/RS

Publicado em 28/03/2011 08:29 448 exibições
Chuva de granizo prejudicou plantações inteiras de soja e feijão. Município gaúcho deve decretar situação de emergência.
No município gaúcho de Maximiliano de Almeida, um temporal provocou estragos em casas e lavouras.

A chuva de granizo durou cerca de cinco minutos, mas foi suficiente para destelhar casas no interior de Maximiliano de Almeida. O vento derrubou postes e árvores nativas, destruiu galpões e a cobertura de algumas casas.

O temporal também danificou lavouras em Maximiliano de Almeida. Só em uma propriedade, os 14 hectares plantados de soja, foram totalmente destruídos. Além da soja que seria colhida esta semana, o produtor Evandro Bassanis perdeu 10 hectares de feijão. Ele contou que um ano de trabalho foi perdido.

Segundo a Prefeitura, mais de 200 quilômetros de estrada foram danificados na zona rural. “É uma época bem complicada porque abrange agricultura, educação, saúde, fica bem difícil mesmo”, afirmou Avilson Lazzari, prefeito de Maximiliano de Almeida.

O município vai realizar um levantamento geral por causa dos estragos do temporal e deve decretar situação de emergência.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário