Chuvas intensas alagam cidades e deixam desabrigados em Santa Catarina

Publicado em 30/08/2011 14:19 421 exibições
Em pelo menos quatro municípios o acumulado nas últimas 48 horas supera a média do mês de agosto.
Os temporais que provocam estragos desde a noite dessa segunda, dia 29, no norte do Rio Grande do Sul também afetam municípios de Santa Catarina, onde quatro municípios registraram acumulados de chuva acima da média esperada para todo o mês de agosto em menos de 48 horas.

Em Urubici choveu 182 milímetros (mm), quando o normal seria 120 mm em agosto. Urupema (153mm), Campos Novos (138mm) e São Joaquim (125mm) são os outros que registram os maiores acumulados, de acordo com a Central RBS de Meteorologia.

No Oeste de Santa Catarina, o temporal com granizo atingiu de forma mais intensa os municípios de Irati e Formosa do Sul, que decretaram situação de emergência. Em Irati quase 100% das casas na área urbana foram danificadas e em Formosa, 80% das residências tiveram prejuízos.

Em Chapecó houve queda de árvores e um homem foi atingido por um raio. Em Jaraguá do Sul, a correnteza da água acumulada nas ruas derrubou o muro de uma casa.

Com a chuva intensa, o Rio Itajaí chegou a 4,3m de profundidade e colocou a cidade de Blumenau em estado de atenção. O município de Rio do Sul também foi afetado pela transbordamento do rio, deixando pessoas desabrigadas.

Por causa de um deslizamento, a SC-477 precisou ser interditada entre Benedito Novo e Doutor Pedrinho, no Médio Vale do Itajaí. Em Jaraguá do Sul o muro de uma casa foi derrubado pela força da água de um córrego.

Em Palhoça, na Grande Florianópolis, houve pequenos deslizamentos durante a madrugada desta terça, dia 30, no Morro dos Cavalos, mas que não chegaram a atingir a BR-101. Ainda na noite dessa segunda, 29, a chuva de granizo causou estragos em centenas de casas de Irati, município de 2,1 mil habitantes do oeste de Santa Catarina. A rede de abastecimento de energia elétrica também foi prejudicada e desabrigados foram removidos para o centro comunitário da cidade.

Tags:
Fonte:
Zero Hora + Diário Catarinense

0 comentário