Proposta de criação de APP mundial será discutida em audiência pública na Rio+20

Publicado em 17/04/2012 17:07 e atualizado em 17/04/2012 17:42 754 exibições
Comissão de Meio Ambiente do Senado aprovou requerimento da senadora Kátia Abreu para realização de audiência pública no estande da CNA durante a Conferência.
A proposta de criação da área de preservação permanente mundial e os compromissos da Rio+20 serão temas de audiência pública conjunta das Comissões de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), do Senado, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O requerimento da presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu (PSD-TO), que é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), foi aprovado nesta terça-feira (17) na CMA. O debate ocorrerá no dia 20 de junho, às 10 horas, no estande da CNA, no Píer Mauá, no Rio de Janeiro.
Segundo a presidente da CNA, a proposta de criação de uma APP mundial, a exemplo das Áreas de Preservação Permanente (APPs) brasileiras, tem o objetivo de proteger as margens de rios, nascentes e áreas de recarga de aqüíferos, para garantir a oferta de recursos hídricos e atender ao aumento da demanda por água, diante do crescimento da população do planeta. Para a senadora, a criação de APPs em todos os países poderá contribuir para a preservação da natureza e garantir condições competitivas iguais para os produtores brasileiros no mercado externo.
A proposta de universalização do conceito das áreas de preservação permanente foi apresentada, em março, pela presidente da CNA, em conjunto com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e a ANA (Agência Nacional das Águas), durante o 6º Fórum Mundial da Água, em Marselha, na França.
Em recente debate na Subcomissão Permanente da Água, do Senado, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, apoiou a sugestão da senadora Kátia Abreu e disse que seria uma “aliada” nesta proposta de proteção das APPs globais. “Precisamos estimular a proteção e a recuperação das APPs e dos recursos hídricos para garantir a continuidade da produção agrícola”, afirmou a ministra. 
Na ocasião, a senadora Kátia Abreu pediu que o Governo brasileiro leve essa proposta de APP mundial à Rio+20. Para assegurar a oferta de água no mundo, a presidente da CNA defende que os outros países sigam o exemplo brasileiro de preservação das matas ciliares, na beira dos rios, adotando um conceito universal sobre o tema. “Essa é uma exigência do Brasil e chegou em boa hora, mas precisamos que os outros países façam o mesmo”, completou.
Fonte:
CNA

6 comentários

  • Thomas Renatus Fendel Rio Negro - PR

    Sem dúvida, a idéia é maravilhosa. Temos que fazer os outros ingerirem o próprio veneno, que imputam aos demais...

    0
  • carlo meloni sao paulo - SP

    THOMAS e' sobre as coisas erradas que brotam as melhorias, este e' o

    caminho pelo qual a humanidade vem melhorando.Exemplo:

    Trouxeram o zebu para suportar o nosso clima, mas eu acho que tem

    ideia melhor que nao esta' sendo aplicada.Criar gado taurus debaixo da

    sombra de arvoredos florestais, onde o capim delicado com alto teor de proteinas viceja melhor, e a temperatura ambiente fica menor.

    A terra vai render em doubro carne e madeira.

    0
  • carlo meloni sao paulo - SP

    THOMAS a ideia e' boa porque ela vai retornar melhorada e lapidada pela inteligencia internacional da qual somos carentes.

    0
  • Thomas Renatus Fendel Rio Negro - PR

    E também internacionalizar o desmanche de casas, prédios, estradas e plantações às margens do tâmisa, reno, frates. mississipi, etc, etc, veneza, etc, mosela, etc...

    0
  • Thomas Renatus Fendel Rio Negro - PR

    e também globalizar a estupidêz do desmatamento zero...

    0
  • Thomas Renatus Fendel Rio Negro - PR

    e também tem que universalizar aquela lei besta que mantem 80% da área intacta...

    0