Maia mantém MP do Código Florestal na pauta do Plenário mesmo sem acordo

Publicado em 05/09/2012 12:14 e atualizado em 11/09/2012 02:23 772 exibições
O presidente da Câmara, Marco Maia, reafirmou, há pouco, que caberá ao Plenário tomar a decisão final sobre a Medida Provisória 571/12, que altera o novo Código Florestal (Lei 12.651/12). Maia disse que manterá a MP em pauta mesmo sem nenhuma garantia de que o texto será votado, já que os líderes ainda não fecharam um acordo sobre o texto alterado na comissão mista. 

As divergências sobre a recomposição de áreas de preservação permanente (APPs) em margens de rios ficaram ainda mais evidentes ontem, durante as negociações no Colégio de Líderes.

Marco Maia reconhece que esta será a última tentativa de evitar que a MP perca a validade por decurso de prazo. Caso isso aconteça, vários pontos do novo código vetados pela presidente Dilma Rousseff ficarão sem previsão legal, já que a MP preenche as lacunas deixadas pelos vetos.

Caso não seja aprovada pela Câmara e pelo Senado até o dia 6 de outubro, a medida perderá a validade.
Fonte:
Agência Câmara

2 comentários

  • Paulo de Tarso Pereira Gomes Brazópolis - MG

    É senhor Salvador, a mineira tomou aquele ventinho do paraná e afrescalhou, pelos sintomas, só vocês do sul poderão resolver a identidade dela.rsrsr

    0
  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    ei tigrada nao se afroxe pros abientalistas por que do comtrario em vez de produzir alimentos os produtores vao virar alimento de onças com tanto mato que vai ter neste brasil. salvemos a nossa pele.e a mineira dilma em. nao ta nem ai pra quem produz,ai povo de minas que tal sensibilizar vossa comterrania, (uai so vamo da um jeito nesse trem).

    0