Publicidade

Código Florestal é citado como medida para combater mudanças climáticas

Publicado em 15/01/2013 18:58 1340 exibições
Com poucos avanços estabelecidos pelos tratados internacionais sobre a redução de gases de efeito estufa e a dificuldade de se chegar a um acordo global, um estudo indica que os países estão criando suas próprias leis para combater as mudanças climáticas. Entre os exemplos, a pesquisa – feita pelo Grantham Institute, da London School of Economics (LSE), e pela ONG Globe International – destaca a aprovação do novo Código Florestal Brasileiro.

O estudo avaliou 33 países e identificou progressos significativos na criação de leis nacionais de combate às mudanças climáticas em 18 deles. Outros 14 apresentaram avanço limitado. De modo geral, os países em desenvolvimento apresentaram mais avanços, enquanto nos países desenvolvidos eles ocorreram em menos quantidade.

O progresso mais significativo de 2012, de acordo com o documento, ocorreu no México, onde foi aprovada uma lei na qual o país se compromete a reduzir em 30% as emissões. Entre os países pesquisados, o único que não apresentou nenhum avanço na legislação ambiental foi o Canadá, que em 2011 anunciou sua saída do Protocolo de Kyoto, em que os países industrializados se comprometem a reduzir as emissões de gases de efeito estufa.
Em relação ao Brasil, além da aprovação do código florestal, o estudo ressalta também o comprometimento do país em reduzir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020. A Globe International é uma organização fundada em 1989 por parlamentares dos Estados Unidos, de países da Europa, do Japão e da Rússia com o objetivo de apoiar legislações voltadas ao combate das mudanças climáticas.

Segundo John Gummer, ex-ministro do Meio Ambiente da Grã-Bretanha e presidente da Globe International, as mudanças feitas pelos legisladores ocorrem devido ao pleito da população que eles representam, que não quer deixar o ônus para as gerações futuras. “Lutando contra as mudanças climáticas, os legisladores também estão protegendo suas indústrias dos preços cada vez mais altos dos combustíveis e assegurando que não querem depender de outros países para prover a energia que precisam”.

Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

3 comentários

  • Augusto Mumbach Goiânia - GO

    Alguém aí já parou pra pensar que 70% do globo já era desmatado antes do aparecimento do homem? 70% do globo é água!!!! Quantos por cento globo é a amazônia? Essa floresta não influencia em nada o clima mundial. Devia era ser promovida sua exploração, não a sua preservação. Informações imbecis precisam de 2 pessoas, no mínimo, uma pra enviar e outra pra receber. Essa questão ambiental já reuniu um número recorde de imbecis. Imbecis com poder pra dar prejuízo ao Brasil. Acordem para a balela mentirosa do abientalismo!!!

    0
  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    O novo código florestal é muito bom pra Argentina...ainda mais com as "reservas" fajutas indígenas, a área plantada no Brasil vai diminuir consideravelmente...O produtor argentino já pode bater no paito e dizer que seu pais é maior que o Brasil, pois o que conta é a área disponivel à produção...Brevemente estaremos dependentes de alimentos de los hermanos...

    0
  • Izabel Lima Mococa - SP

    Ainda continuam falando do efeito estufa?????!!Até seu criador pediu desculpas e falou que estava errado em suas previsões...Fala sério, as ongs malditas continuam atuar com suas teorias sem credibilidade científica até hoje?!!

    "Em relação ao Brasil, além da aprovação do código florestal, o estudo ressalta também o comprometimento do país em reduzir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020. A Globe International é uma organização fundada em 1989 por parlamentares dos Estados Unidos, de países da Europa, do Japão e da Rússia com o objetivo de apoiar legislações voltadas ao combate das mudanças climáticas." Por favor, me mostre as ações desses países!!!! Mentira, eles não querem que o Brasil vire uma potência e tire o conforto deles...Pensa bem esses países...Nenhum tem o clima favorável nosso para produzir o ano inteiro; será que alguem vai conseguir achar uma APP ou RESERVA LEGAL no Japão?????!!!São eles que financiam essas famigeradas ongs que promovem o assalto ao desenvolvimento do Brasil disfarçados em protetores do meio-ambiente, de índios falsos, de quilombolas tambem falsos, etc...Hahaha!!! Esta notícia para meu entendimento é igual a falar que o cachorro esta elogiando a salsicha....Brasil, acorda!!!Depois vai ser tarde...

    0