Produtores rurais continuam na Câmara dos Deputados para pedir modernização da legislação ambiental

Publicado em 24/05/2011 14:50 271 exibições
Uma nova sessão extraordinária da Câmara dos Deputados está marcada para as 15 horas desta terça-feira (24/5) e a proposta que moderniza o Código Florestal está na pauta de votação. A sessão realizada na parte da manhã, encerrada às 14 horas, foi marcada por discursos de parlamentares sobre o tema. Na retomada dos trabalhos, os deputados deverão registrar novamente seus nomes para o inicio da votação. Mais de 330 deputados estiveram presentes pela manhã em plenário.

Enquanto o assunto era debatido no plenário da Câmara, produtores rurais de várias regiões do País aguardavam, no salão branco do Congresso Nacional, a votação do substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) ao Projeto de Lei (PL) 1.876/99. A expectativa em torno da modernização da legislação ambiental trouxe cerca de mil pessoas a Brasília nesta terça-feira. A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, acompanhou os produtores rurais durante a mobilização desta terça-feira.

Presente à manifestação, o produtor rural Manoel Pereira, de Itapuranga (GO), defendeu a votação do novo Código Florestal e afirmou que a legislação ambiental precisa ser clara. “Eu espero que o Código Florestal seja aprovado o mais rápido possível, para que a gente que trabalha na terra saiba o que pode e o que não pode fazer”, afirmou.

Para o produtor Almirio Francisco de Oliveira,  de João Pinheiro (MG), a indefinição dos limites de preservação deixa o produtor preocupado, porque, dependendo do tamanho da propriedade,  não haverá condições de produzir para garantir a renda da família. Segundo Almirio, antes os produtores tiveram incentivo do governo para aumentar a área produtiva dentro das propriedades, “mas, agora, dependendo de como esse código for aprovado, a gente pode virar criminoso”, completou.

Os produtores que estão no salão branco estão tendo a oportunidade de conhecer a maquete do Projeto Biomas, iniciativa da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com a Embrapa.

Fonte:
CNA

0 comentário