Lideranças agrícolas debatem Código Florestal em Brasília

Publicado em 29/09/2011 07:59 218 exibições
Assunto foi tema de Encontro da Frente Parlamentar de Cooperativismo. Evento reuniu cerca de 400 pessoas no auditório do Senado.
Lideranças agrícolas participaram, em Brasília, do 3º Encontro da Frente Parlamentar de Cooperativismo. O código florestal foi o principal tema da reunião.

As lideranças do cooperativismo discutiram vários assuntos ligados ao setor, mas a mudança do Código Florestal dominou o debate.

Durante o seminário, foi lançado um movimento que reúne 40 mil produtores ligados a cooperativas, associações e sindicatos do país. O Grupo Brasil Verde que Alimenta surgiu com a intenção de levar o conhecimento do homem do campo para a discussão do Código Florestal no Congresso.

“Muitas vezes o formulador de leis fica distante da grande realidade nossa, do interior que trabalha, produz e que fez desse Brasil na agricultura especificamente se tornar uma grande potência. A gente entende que essa questão de preservação é importantíssima como também é importantíssima a questão da produção”, diz Ismael Perina, presidente da Organização dos Plantadores de Cana.

Para a OCB, Organização das Cooperativas Brasileiras, uma das maiores preocupações é que o novo texto do Código Florestal seja votado antes do início do prazo para legalização da Reserva Legal, no dia 11 dezembro.

“Os agricultores têm uma insegurança nesse processo produtivo. Na atual conjuntura, todos praticamente estão na ilegalidade. O novo código cria um ambiente aonde ele pode ter um ambiente de legalidade”, explica Márcio Freitas, presidente da OCB.

O governo também tem pressa na votação. Esta semana, vários ministros se reuniram com o relator do Código Florestal, senador Luiz Henrique, que disse que há um esforço no Senado para votar o novo texto até a primeira quinzena de novembro.

“Nós os relatores queremos e o governo quer também. Eu acredito que a maioria dos setores da sociedade envolvidos nessa matéria também quer. É uma matéria que vem sendo debatida há mais de dez anos e está madura para ser votada”, esclarece Luiz Henrique, senador do PMDB/SC.

O Código Florestal será analisado agora pela Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado, que se reúne na próxima quarta-feira para discutir o tema em uma audiência pública.

Fonte:
Globo Rural

0 comentário