Estiagem em SC preocupa produtores de feijão

Publicado em 19/12/2017 14:32
115 exibições

A agropecuária de Santa Catarina faturou R$ 29,5 bilhões em 2017, divulgou a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca nesta segunda-feira (18). Houve crescimento de 6,6% no rendimento das lavouras. O faturamento da pecuária foi de R$ 17,5 bilhões e, dos grãos, R$ 5,3 bilhões. O restante foi arrecadado pela aquicultura, por lavouras temporárias e permanentes, silvicultra e pela extração vegetal.

O número de R$ 29,5 bilhões se refere ao chamado Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP), que representa a receita dos principais produtores do setor no ano. De acordo com a secretaria, em 2017 houve safras recordes e preços menores ao produtor.

Para se chegar ao VBP, o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) levou em conta 49 produtos. Desses, frangos, suínos, leite, soja e fumo correspondem a dois terços do total.

Estiagem

A estiagem que ocorreu em setembro e a outra identificada desde 11 de dezembro pode trazer prejuízos para algumas culturas, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), como milho, feijão e soja. A falta de chuvas em setembro causou a redução do tamanho dos bulbos de alho e cebola, mas a qualidade não foi comprometida.

Em relação ao feijão, cerca de 80% da área destinada ao plantio do grão já está semeada. Porém, a falta de umidade no solo provoca a interrupção da semeadura em regiões importantes da Serra e Oeste, como Lages, São José do Cerrito, Campos Novos e Curitibanos.

Para o milho, a primeira quinzena de dezembro com poucas chuvas poderá afetar a produtividade, principalmente no Oeste, onde 85% do grão está em fase de floração.

Leia mais no G1. 

Fonte: G1

Nenhum comentário