Câmara propõe a criação da semana nacional do feijão e arroz

Publicado em 17/10/2018 10:29
94 exibições
O texto quer sensibilizar autoridades e população sobre a importância desses alimentos e incluir no Programa Nacional de Alimentação Escolar.

A Câmara dos Deputados vai analisar o novo Projeto de Lei n°10.867/2018, de autoria do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), que institui a Semana Nacional do Feijão e Arroz. Pelo texto, a semana alusiva será realizada a partir do dia 16 de outubro de cada ano, em conjunto com a Semana Mundial da Alimentação.

A iniciativa foi idealizada pelo Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses (CBFP) e pela Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz). Durante a Semana Nacional do Feijão e Arroz serão realizadas, em todas as regiões do Brasil, uma série de atividades promovidas por instituições públicas e privadas, visando a conscientização sobre a importância desses dois cereais para uma alimentação saudável.

Além disso, o Projeto de Lei quer incluir o feijão e arroz nas refeições servidas aos estudantes nas escolas, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar, sob a responsabilidade do Ministério da Educação.

De acordo com a diretora-executiva da Abiarroz, Andressa Silva, o arroz e o feijão são alimentos típicos da população brasileira e exercem um papel nutricional essencial, sobretudo, para as crianças e adolescentes.

A expectativa é que o Projeto de Lei estimule o consumo desses alimentos, que integram importantes cadeias produtivas do agronegócio brasileiro, garantindo renda e estímulo, também, à agricultura familiar e à economia local.

O Brasil é o maior produtor de arroz fora do continente asiático. Aliado à alta capacidade produtiva do país, o cereal é reconhecido internacionalmente pela sua qualidade, estando presente em mais de 70 países.  “A vocação do país para a produção do arroz deve ser estimulada por meio de ações de conscientização para o consumo do cereal e seus benefícios, com reflexos positivos para a economia nacional e a saúde da população brasileira”.

Incentivo

Pesquisas realizadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) revelam que o feijão e o arroz proporcionam muitos benefícios à saúde, podendo ser indicados na prevenção de doenças, tais como: distúrbios cardíacos, diabetes e obesidade. As propriedades nutricionais desta combinação fornecem aminoácidos importantes para a síntese de proteínas, necessários à manutenção da saúde.

O arroz, por exemplo, constitui uma relevante fonte de energia (carboidrato) e ainda possui fosfato, ferro, cálcio e vitaminas B1 e B2.

O feijão, por seu turno, fornece nutrientes, tais como: ferro, fósforo, magnésio, manganês e vitaminas do complexo B. Ainda é rico em fibras e tem função antioxidante. Além disso, apresenta pouco teor de sódio e gordura.

Para o secretário-executivo do Conselho Brasileiro do Feijão e Pulses, Egon Schaden Júnior, essa iniciativa é mais um passo para o combate à obesidade infantil, com o fortalecimento da dieta tradicional. 

Dados do IBGE e do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas (Vigitel) do Ministério da Saúde indicam queda no consumo per capita destes alimentos, revelando a preferência e popularização de alimentos industrializados e de preparo instantâneo.

Segundo Egon, a má alimentação e a obesidade infantil são problemas que estão presentes na vida dos brasileiros e devem ser combatidos com políticas públicas específicas. A iniciativa de instituir uma semana dedicada à promoção do feijão e do arroz deverá estimular que entidades e empresas promovam os grãos e alimentos produzidos a partir desses cereais. “É sempre oportuno lembrar que essa ação é uma via de mão dupla, ou seja, ao mesmo tempo que estimula a cadeia produtiva, vai estimular a indústria e o consumo de alimentos que constituem itens básicas e presentes na dieta da população”, comentou.

Fonte: Abiarroz

Nenhum comentário