Feijão não tem feriado

Publicado em 21/11/2018 15:20
211 exibições
Quem foi que disse que em feriado não se vende Feijão? Quem foi que disse que o consumidor não vai ao supermercado quando é feriado? Ontem um produtor disse que estava muito feliz, que este feriado foi mais uma vez ótimo para o mercado de Feijão-carioca e que não há nenhuma dependência da referência de São Paulo. Não foi apenas porque choveu, não foi apenas porque era feriado, mas, sim, o consumo vai se tornando igual ou maior do que a oferta nesta época do ano. Também muitos desistiram de manter qualquer estoque depois de cerca de um ano sem reação importante nos preços do Feijão. Esta foi a base para que os preços mantivessem o viés de alta batendo R$ 165 como máximo no interior de São Paulo. A pergunta que surge sempre nestes momentos é: será hora de vender ou não? Claro que depende muito do volume que se tem em estoque. Mas a prudência e a experiência mostram que é hora de ir aproveitando. Uma vez que as planilhas agora são positivos, não se pode recuperar os prejuízos passados em pouco tempo e, por essa razão, as vendas fracionadas vão ajudar a compor um preço médio interessante com o passar do tempo.
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário