Feijão: Gargalhadas com a Black Friday e o maior preço do ano

Publicado em 26/11/2018 15:30
320 exibições
Causou gargalhadas a piada da Black Friday do Feijão. Já não basta asneiras do tipo “o consumo desapareceu este ano”, ainda tem cômicos que afirmaram que as vendas da última sexta-feira afetariam o fluxo, pois 200 milhões de brasileiros estariam antecipando as compras. Muitos produtores não deram bola para a piada e aproveitaram para vender por até R$ 175, e houve notícias de R$ 180 no interior de São Paulo, com pequeno prazo. Quanto à queda de consumo, a venda de embalagens mostra que o volume vendido aumentou. Ocorre que grandes lojas de supermercados não estão exatamente perto da casa de todos os consumidores, assim acaba sendo mais interessante comprar próximo à residência, pois do Feijão está barato em toda parte. Quem depende do transporte público para se deslocar entre sua casa e uma grande loja de supermercado prefere comprar perto de casa, pois a loja de bairro tem um preço que é só poucos centavos acima das grandes redes. Em breve, teremos um número final, mas muito provavelmente nunca se vendeu tanto Feijão no Brasil como este ano. As estatísticas que registram queda de consumo dizem respeito à diferença entre o ano 2010 e o de 2017, em que o VIGITEL, levantamento sistemático feito pelo Ministério da Saúde detectou uma queda de 6% do consumo per capita de 5 vezes por semana, e não do volume absoluto, que cresce a cada ano no seu total, junto com o crescimento populacional.
Feijão-preto - Começaram a ser colhidos os primeiros lotes de Feijão-preto no Paraná. Tanto na região mais baixa, no vale do rio Ivaí, quanto em alguns pequenos lotes em Prudentópolis, os empacotadores têm testado o mercado em R$130/R$135, mas pelo menos até a última sexta-feira não havia negócio registrado nestes níveis e, sim, por volta de R$140.
Fonte: IBRAFE

0 comentário