Feijão: Elas estão voltando, se prepare!

Publicado em 13/12/2018 15:30
328 exibições
A estiagem no Paraná não atinge somente a produtividade das lavouras implantadas neste momento. Atinge também a área a ser plantada da segunda safra, uma vez que já não se descarta a possibilidade de que muitas das áreas de lavouras perdidas de soja venham a ser plantadas agora com milho. Isso ocorreria nos próximos dias, já que há lavouras totalmente perdidas com a estiagem plantadas com soja. Já há movimentação no oeste e no sudoeste do Paraná neste sentido. Ainda que se confirmem a volta delas, das chuvas, algo ao redor de 100mml pelo menos em regiões importantes do Paraná, inclusive com diminuição média das temperaturas máximas entre 3/5 ºC, ainda assim, os agrônomos confirmam que a safra está com produtividade bastante comprometida. Por outro lado, já existe dificuldade de conseguir sementes de algumas cultivares. A recomendação passa a ser diversificar. Em algum momento entre março e abril haverá colheita suficiente de Feijão-carioca para precipitar a queda acentuada nos preços. Hoje o Feijão-rajado foi vendido por R$ 170 em Minas Gerais, por saca, o que comprova que dentro das previsões anteriores ele vem sendo melhor, em termos de preço final, do que o Feijão-carioca. A movimentação nas lavouras ontem foi maior do que no início desta semana. Negócios em
Minas Gerais por 8/8,5 voltaram a acontecer ao redor R$ 150. Já no interior de São Paulo, as referências estão ao redor R$ 160 por saca de 60 quilos.
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário