Pode ser pior que 2016

Publicado em 01/02/2019 15:30
482 exibições

Aumenta a noção de que o período à frente será pior que em 2016 em termos de abastecimento. Há boas e fortes indicações de que o volume de Feijões será menor do que o disponível naquele ano. Se o preço do Feijão-carioca superará ou não nas lavouras os valores daquele ano só o tempo dirá. Na verdade, atualmente, a influência de terroristas via grupos de WhatsApp já está bem menor. Os empacotadores, os corretores e os produtores estão a cada dia mais imunes às bobagens que chegam em grupos e, assim, o mercado terá surtos especulativos, porém as altas serão mais consistentes, serão um pouco mais o reflexo da oferta e demanda.

Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário