Feijão: Produtor não aceita referência do Brás

Publicado em 11/03/2019 15:30
462 exibições

Tem crescido enormemente nos últimos dias uma nova onda de insatisfação geral, nos setores, pela incoerência daqueles que ainda defendem alguma relevância no que acontece no Brás de madrugada, com menos de 1% do Feijão-carioca, se tanto, consumido no Brasil.

Mas não se abale, a lógica é simples. (Veja o comentário do Marcelo Eduardo Lüders no nosso canal do YouTube - https://youtu.be/sUDxmcd6U3Y)

Se em Minas Gerais, produtores, corretores e comerciantes reportam para o IBRAFE que o preço rodou na semana passada R$ 340, então esta aí a referência para quem for vender em Minas Gerais um feijão nota 8,5 ou melhor. A mesma coisa ocorre no Paraná: qual é a última referência? Os preços informados na sexta-feira à tarde ficaram entre R$ 310/320 FOB fazenda. Em Goiás, vendido por R$ 310/325 mais ICMS é o que foi a referência. 

Assim, hoje durante o dia fique ligado às informações no www.ibrafe.org ou baixe no aplicativo IBRAFE e esqueça São Paulo.
 

Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário