Ou diversifica a produção de Feijões ou tempos críticos virão pela frente

Publicado em 29/03/2019 15:30
335 exibições
O recado que vem do momento de comercialização do Feijão mais do que nunca indica a necessidade de mudança e evolução em todos os níveis. Se diversificar o plantio era uma alternativa, agora tem se transformado em necessidade vital. O volume de sementes vendido ultimamente aponta para o excesso de produção no segundo semestre. Alguns produtores mais perspicazes silenciosamente estão migrando um percentual da área de plantio para Feijões exportáveis. Ninguém que plantou no ano passado os Feijões exportáveis se arrependeu. Rajado, vermelho, cranberry, adzuki e, mais recentemente, o grão-de-bico têm a capacidade de distensionar o estressante mercado de Feijão-carioca. O recorde de exportação no ano passado deixa claro que nunca vendemos tanto Feijões em dólar. Fixar preços de contrato nesta semana tem sido bastante animador. O Brasil está longe de resolver o problema de liquidez de todos os produtores, mas estima-se que este plantio, já com comprador certo, tem crescido ao redor de 15% sobre as médias do ano anterior. 
No dia a dia e ontem nas fontes novamente ocorreu um volume menor de negócios, mas dos compradores que compram da mão para boca. 
Acompanhe as planilhas de valores abaixo que são atualizadas a cada duas horas.
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário