Feijão: Risco no plantio pode ser menor

Publicado em 02/04/2019 15:30
308 exibições
Há uma preocupação crescente com respeito à área de Feijão-preto, que pode ser maior do que a declarada ou captada pelos órgãos oficiais. O risco é que, ao não haver noção, os exportadores não buscaram espaço lá fora. Mais uma vez fica bastante claro que quem se isola e não compartilha informações nos levantamento oficiais ou mesmo privados tem mais a perder do que se imagina. Por exemplo, no ano passado, ao ter sido captada a área maior de rajado, os exportadores e brokers internacionais buscaram mercado durante o período de desenvolvimento de lavouras. Deu certo, mas o ideal teria sido ter planejado antes do plantio. A orientação precisa estar presente para administrar melhor os riscos no momento do planejamento do plantio. A Argentina, se soubesse que estaríamos plantando uma área maior, teria diminuído suas áreas e talvez substituído por outras variedades. O Brasil está entrando no mercado internacional, todos precisam ir entendendo como tirar proveito disso imediatamente. Sobre os preços de Feijão-preto, pode se registrar que há compradores sinalizando abaixo dos R$ 140/145, mas ainda ontem algo nestes níveis foi negociado com o produtor. O Feijão-carioca teve uma segunda-feira muito calma, com poucos negócios reportados e que mantiveram os valores da semana passada, entre R$ 200/220, entre Goiás e Minas Gerais, para nota 8,5.
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário