Feijão: Exportação lenta, mas contratos sendo cumpridos

Publicado em 22/05/2019 15:30 e atualizado em 22/05/2019 18:21
329 exibições
Com a aproximação do Fórum do Feijão no Rio de Janeiro, aumenta a expectativa dos exportadores com respeito às oportunidades de negócio que podem surgir. O mercado externo está totalmente quieto e vários exportadores estão preocupados. Afinal, com os contratos fechados no momento da colheita, agora é a hora de recebê-los. Rajados, mungos e azukis vão escoando rumo aos armazéns. No mercado spot, o rajado manteve ontem o preço ao redor de R$ 150. Momentaneamente o Feijão-carioca ultrapassou as cotações do rajado. Negócios no Paraná ocorreram por até R$ 150 base fazenda, à vista. O Feijão-preto teve mercado bem ofertado, com negócios por até R$ 125/130, desde que esteja seco e sem cheiro de fumaça.
Fonte: IBRAFE

0 comentário