Pouco Feijão-carioca colhido mantém o preço estável

Publicado em 31/05/2019 15:30
415 exibições
A possibilidade de enfrentar as manipulações vai deixando os produtores cada dia mais confiantes quando percebem que é a vez deles de marcarem posição. Durante esta semana, a especulação amparada pelos valores indicados desde o Brás, em São Paulo, não alcançou o objetivo que era baixar os preços nas fontes. Por esta razão, os preços voltaram a firmar ontem e havia compradores ofertando no noroeste de Minas Gerais até R$ 160 pelo Feijão-carioca recém-colhido. A grande maioria dos produtores preferiu esperar e testar um valor um pouco mais alto. No Feijão-preto, os produtores na Região Sul, mesmo diante do fato de que há outras regiões, este ano, produzindo Feijões-pretos, firmaram posição e não aceitaram pelos melhores lotes menos de R$ 125/130. Será uma longa queda de braço com o mercado. Os números indicam que há razões para acreditar que o limite para cima não será muito alto e os produtores terão oportunidade de mostrar até a que valor estão dispostos a aceitar.
Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário