Registro de contratos de Feijão

Publicado em 12/06/2019 15:30
439 exibições
Houve algumas reclamações ontem de empacotadores sobre o descumprimento de contratos entre produtores e compradores. É um jogo que mina a confiança dos já desconfiados players do nosso mercado. Dinheiro na conta e o produtor não entrega. Mercadoria vendida e o comprador não carrega. Diante deste fato muito reclamado e pouco discutido, o que pode se afirmar é que há como isso ser evitado. Um contrato registrado na BBM - Bolsa Brasileira de Mercadorias - pode evitar muita dor de cabeça. As corretoras de mercadorias podem registrar os contratos que, em caso de descumprimento, acionam a arbitragem que tem força de título executivo, portanto com rápida solução. Sem burocracia e com alta taxa de sucesso, pode ser o caminho para evolução dos contratos. Ontem houve negócios efetuado entre R$ 180 para Feijão-carioca extra, FOB Minas Gerais. Já para o feijão-preto houve negócios reportados por R$ 130 e rajados entre R$ 150/160, FOB fazenda.
Fonte: IBRAFE

0 comentário