Feijão: Reação não chegou no varejo, por Ibrafe

Publicado em 12/07/2019 15:30
239 exibições
A procura é grande, mas os negócios são poucos. Isto ocorre porque os empacotadores não ousaram repassar a pequena alta desta semana ao varejo. O desgaste é muito grande e a maioria preferiu segurar as compras e, com isso, o pouco estoque que tinham foi sendo consumido. Porém não se trata de operação combinada para forçar os produtores a venderem abaixo, mas é uma reação natural e espontânea. Os preços encontraram sustentação ao redor de R$ 135/140 em Goiás e ao redor de R$ 150 em Minas Gerais. No Paraná, os preços têm se mantido ao redor de R$ 130 FOB para Feijão-carioca nota 8. 
O Feijão-rajado tem se mantido estável, ao redor de R$ 159 FOB em Minas Gerais. 
O Feijão-preto segue com negócios entre R$ 149/150 FOB cerealistas no Sul.
Fonte: IBRAFE

0 comentário