Feijão: Ibrafe sugere calma nas vendas para que patamares de preços sejam mantidos

Publicado em 13/08/2019 15:30
221 exibições
Afirmar que o fato dos supermercados estarem promovendo o Feijão em uma  semana de meio de mês é o fator principal que os preços não reajam nas fontes é de uma mediocridade atroz ou de propositada indução ao erro. É como afirmar que o “rabo abana o cachorro”. É clara a intenção de ludibriar os produtores menos informados. Os empacotadores e os corretores sérios são incapazes de infringir propositalmente prejuízo aos produtores. Os produtores que hoje têm contato direto com os empacotadores estão sendo orientados por estes a terem calma. Rapidamente haverá compradores adquirindo o produto para suas necessidades diárias. Isso será suficiente para que os níveis acima de R$ 150 sejam mantidos. Todos sabem que, se porventura for vendido mais barato, quem se beneficiará serão os atravessadores e os especuladores. Portanto o produtor pode, com as informações de volume disponível de mercadoria e também com as informações de área a ser colhida, ter calma agora. Não há motivo para alarme. É o momento de vender o mínimo possível.
Fonte: IBRAFE

0 comentário