Feijão: Safra de São Paulo não terá o pico de colheita agora

Publicado em 10/10/2019 15:30
235 exibições
Em tempos de WhatsApp, o blefe a cada dia funciona menos. Alguns dos compradores percorrem as lavouras e utilizam argumentos do tempo que não fluíam as informações com tamanha facilidade. Inventar que a safra em tal lugar é enorme e prever os preços em cima disso é destruir a credibilidade que precisam cultivar. Por exemplo, na segunda-feira afirmavam que a safra de São Paulo já estaria sendo colhida em volume suficiente para justificar a mudança de polo de abastecimento e aconteceria imediatamente. No mesmo instante, fluía pelo WhatsApp informações que dão conta de que a colheita teria mais concentração em 20 dias. Um produtor de Minas Gerais foi pessoalmente percorrer as lavouras de São Paulo e ainda concluiu que, talvez pelo excesso de calor ocorrido durante o mês passado, a maioria das lavouras demonstra que puderam ter a produtividade abaixo do esperado. E ontem à tarde o comportamento dos compradores foi evidente que o abastecimento seguirá, por enquanto, das atuais fontes, ou seja, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás, principalmente. Voltaram a acontecer negócios ao redor de R$ 160 por saco de 60 quilos, para o Feijão-carioca extra, base noroeste de Minas Gerais.
Fonte: IBRAFE

0 comentário