Preços estáveis para Feijão que chamam atenção da CNA

Publicado em 15/10/2019 15:30 178 exibições
Os Pulses ficam a cada dia mais conhecidos. Agora é a vez da CNA -Confederação Nacional da Agricultora -realizar, no dia 22 de outubro, um encontro para nortear as ações necessárias para que o setor tenha maiores facilidades de crescimento no Brasil. 
Além de saber que o termo vem do latim e que se refere a uma sopa grossa, resultado do cozimento de sementes das leguminosas secas, que são Feijão, Ervilha, Lentilha e Grão-de-bico, o setor vai entendendo que a diversificação de variedades de Feijões é o caminho para atender ao consumidor brasileiro e também às necessidades mundiais que crescem a cada ano. De 3 anos para cá, o produtor tem percebido que a evolução de cultivares de Feijão-carioca que não escurecem tem mudado a forma, não somente de produzir e armazenar, mas também de comercializar Feijão no Brasil. Assim, entre as alternativas que se abrem aos produtores da primeira safra que está sendo plantada agora, estão os contratos de exportação de Feijões como rajado e vermelho. Até pouco tempo atrás só se plantava Feijão-preto e Feijão-carioca, mas agora as alternativas dão ao segmento maior segurança e liquidez. 
O setor sementeiro vem evoluindo muito rapidamente também para atender esta demanda. A volta das chuvas na Região Sul acelerarão os trabalhos de plantio durante esta semana. Enquanto isso, no mercado spot, os produtores relataram poucos negócios ontem, no entanto mantendo os níveis ao redor de R$ 165/170 em Minas Gerais e R$ 160 em Goiás, para Feijão-carioca extra.
Fonte:
IBRAFE

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário