Feijão: Reposição para o varejo está em ritmo menor do que o normal

Publicado em 17/10/2019 15:30
146 exibições
A reposição para o varejo está ocorrendo em ritmo menor do que o normal. Não é só para o Feijão, mas outros produtos alimentícios também. Suspeita-se que entre os motivos de o governo ter liberado o 13° para o Bolsa Família está o fato de que a recessão bateu pesado no último setor que sofre impactos em crises econômicas e recessões. Mesmo em um ritmo mais lento, os produtores têm de administrar as ofertas e os preços têm se mantido. Neste momento, as ofertas em Goiás têm diminuído bastante. Já aparecem compradores do Nordeste em Minas Gerais e no interior de São Paulo, o próprio estado vai consumindo o Feijão disponível na região de Guaíra. Nesta região, ontem, negócios foram reportados entre R$ 165/175. Alguns produtores esperam preços melhores, uma vez que as lavouras na região de Paranapanema, Itaí e Itaporanga indicam produtividade afetada por pouca disponibilidade de água nos reservatórios dos irrigantes com plantação a ser colhida do final do mês até o final de novembro.
Fonte: IBRAFE

0 comentário