IAP autua agricultores que despejaram rejeitos de suínos em córrego do Paraná

Publicado em 19/01/2012 06:44 e atualizado em 19/01/2012 07:52 461 exibições
O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Polícia Ambiental, com o apoio da Sanepar, identificaram terça-feira (17) duas propriedades rurais que despejaram os resíduos de suinocultura em córrego que afetou o abastecimento de água de Prudentópolis. Os pequenos proprietários foram autuados por danos ao meio ambiente e vão responder ao processo administrativo no IAP.

As propriedades utilizam os rejeitos provenientes da atividade agropecuária como adubo para a plantação de fumo. Segundo os proprietários, as fortes chuvas que ocorreram na região nos últimos dias fizeram com que as lagoas de recebimento desses resíduos transbordassem. Os dejetos caíram em um primeiro córrego sem nome que deságua no Rio Ponte Alta e que, por sua vez, se une ao Rio dos Patos, onde fica a estação de captação da Sanepar.

Segundo o chefe regional do IAP de Guarapuava, Arildo Ferreira, a situação ocorrida é mais um caso de acidente ambiental do que crime ao meio ambiente. “Somente essas duas propriedades não justificam o aumento tão alto e repentino do pH da água do Rio dos Patos. Por isso, nós vamos realizar uma ação em conjunto com a Polícia Ambiental para fiscalizar as propriedades que trabalham com a suinocultura em toda a região”, explicou.

A operação deve ser iniciada na próxima semana e vai percorrer todas as propriedades que trabalham com a produção de suinocultura da região. Estima-se que existem mais de 30 locais que trabalham com essa atividade na região de Prudentópolis.

Tags:
Fonte:
Agência Estadual de Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário