Suinocultura: CMN autoriza prorrogação de dívidas

Publicado em 09/08/2012 15:15 543 exibições
De acordo com a Resolução nº  4.119  do CMN as  instituições financeiras ficam autorizadas a prorrogar, independente de análise caso a caso, para 15 de fevereiro de 2013, as parcelas de 2012 vencidas e a vencer, das seguintes operações para produtores não integrados: 
a) Custeio agrícola e custeio pecuário – 2011/12;
b) Custeio agrícola e pecuário já prorrogados por autorização do CMN; 
c) Investimentos e investimentos prorrogados por autorização do CMN;

Para os produtores que comprovem incapacidade de pagamento, por dificuldade de comercialização, as instituições financeiras ficam autorizadas a: 
a) Renegociar o saldo devedor, de custeio 2011/12, para reembolso em até 5 parcelas anuais; 
b) Prorrogar a parcela de custeios e investimento (operações já prorrogadas e investimento 2011/12) para até 1 ano após o vencimento da última parcela do cronograma de reembolso.
A Resolução nº 4.120 do CMN estabelece que fica autorizado o limite adicional de R$ 2 milhões  por beneficiário,  com prazo de até 2 anos, exclusivamente para retenção de matrizes suínas.
Tags:
Fonte:
Faep

0 comentário