Diminuição da demanda reduz o preço do suíno vivo

Publicado em 07/03/2013 19:02
569 exibições
Entre os 04 e 06 de março o preço do quilo do suíno vivo reduziu na maioria dos estados brasileiros. Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, Piracicaba/SP), este movimento persiste desde o final de janeiro, mas a novidade está nas cotações do farelo de soja insumo suinícola que têm caído ainda com mais força em praticamente todas as praças. Com isso, o poder de compra de produtores tem aumentado frente ao farelo de soja, mas caído frente ao milho, cujas cotações têm recuado em certas praças.

A desvalorização do animal acontece por causa da fraca demanda, já que o peso dos animais ainda está abaixo do ideal em algumas regiões produtoras, o que representa certa diminuição da oferta.

Nos estados de Santa Catariana e Rio Grande do Sul, os preços que eram 3,40/kg e 3,52/kg, hoje estão 3,20/kg e 2,90/kg, uma redução de 17,61% e 5,88% respectivamente. Em Mato grosso o preço está R$ 2,95 R$ 0,05 a menos que a semana passada. Segundo presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio de Lorenzi, ainda não pode se reclamar dos preços praticados no setor. Tivemos uma queda no inicio do ano, recuperamos um pouco depois do carnaval, mas não precisamos fazer alardes com esta pequena redução semanal, já que o custo de produção está diminuindo e acreditamos que irá cair ainda mais, diz.

Nos estado de São Paulo, Minas Gerais e no Distrito Federal os preços continuam estáveis.

Clique aqui para ampliar!

Tags:
Fonte ABCS

Nenhum comentário