Frango vivo: Mercado segue estável e custo de produção sobe em outubro

Publicado em 17/11/2016 17:20
63 exibições

As cotações do frango vivo no mercado independente fecharam mais um dia sem alteração de referência. Estável desde o final de agosto, o setor enfrenta um longo período de estabilidade que contraria as expectativas positivas dos analistas para o quarto trimestre.

Tradicionalmente, os últimos meses do ano são marcados por um bom desempenho da demanda, visto que o pagamento dos décimos terceiros salários, abonos salários e férias, tendem a ser revertidos em consumo de proteínas. Neste ano, porém, o fraco desempenho do consumo vem limitando as altas das aves vivas - assim como as demais proteínas.

Em São Paulo a referência entrou na décima primeira semana de manutenção em R$ 3,10 o quilo. Já em Minas Gerais a cotação permanece em R$ 3,30/kg.

E, além da falta de modificação nos preços, o setor também sofre com elevados custos de produção. O levantamento realizado pela Embrapa Aves e Suíno [ICPFrango/Embrapa] registrou ligeiro avanço - de 0,10% - em outubro na comparação com o mês anterior.

>> Redução no ICMS da energia gera economia de 5% custo de produção da avicultura no MS

Na variação percentual dos últimos doze meses, porém, o aumento é de 4,70%. E na comparação com o mesmo período de 2015 os custos estão 6,95% maiores para os avicultores em todo o país.

De acordo com o levantamento, os maiores incrementos ocorreram na nutrição e na aquisição dos pintos de um dia.

>> Confira a cotação completa do frango.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário