Estoques de porcas reprodutoras na China aumentam pela primeira vez em 19 meses

Publicado em 22/11/2019 12:28 e atualizado em 22/11/2019 13:56
476 exibições

LOGO REUTERS

PEQUIM (Reuters) - O estoque de porcas reprodutoras da China aumentou 0,6% em outubro, no primeiro aumento mensal desde abril de 2018, mostraram números oficiais, sinalizando que a produção de suínos poderá em breve começar a se recuperar após uma epidemia devastadora da peste suína africana.

O declínio no rebanho de porcos também está diminuindo, disse Yang Zhenhai, diretor do departamento de criação e veterinária de animais do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais.

A epidemia reduziu o enorme rebanho suíno do país em mais de 40% e provocou a alta dos preços da carne suína e a inflação de alimentos.

O rebanho de porcos caiu 0,6% em outubro, diminuindo em relação à queda de 3% no mês anterior, disse ele, destacando que foi a menor contração mês a mês em um ano. Ele não divulgou o declínio ano-a-ano em outubro, mas em setembro a queda foi de 41% no ano.

Embora alguns analistas tenham descrito os números oficiais como conservadores, os números do ministério ainda equivalem a um declínio de cerca de 175 milhões de porcos no rebanho nacional.

A empresa holandesa Rabobank estimou que o rebanho será 55% menor até o final deste ano, enquanto outros na indústria acreditam que ele pode ser ainda menor.

(Por Hallie Gu e Dominique Patton)

Tags:
Fonte: Reuters

2 comentários

  • LUIZ CARLOS ABEL São Paulo - SP

    São Paulo, 22/11/2019 - A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) informou ontem que 7.242.750 suínos já foram eliminados em países asiáticos por causa da contaminação com a peste suína africana. O número representa um aumento de 80 mil animais em relação ao levantamento anterior da organização, de 14 de novembro. Os dados da FAO foram atualizados até a última quinta-feira (21). Os dados divergem das estimativas de mercado por contabilizarem somente os números divulgados pelos órgãos oficiais de cada país.

    0
  • LUIZ CARLOS ABEL São Paulo - SP

    Embora alguns analistas tenham descrito os números oficiais como conservadores, os números do ministério ainda equivalem a um declínio de cerca de 175 milhões de porcos no rebanho nacional. ??? DEVE SER 1,75 MILHÃO...

    0