Óleo contaminou animais na Irlanda

Publicado em 11/12/2008 18:54 1414 exibições
Óleo usado na lubrificação de transformadores de eletricidade pode ter causado a contaminação por dioxina de ração animal. A presença da substância cancerígena na carne de suínos e possivelmente de bovinos levou ao recolhimento internacional de carne suína irlandesa, informou ontem o jornal Irish Times.

Nesta semana, mais de 20 países tiveram de retirar a carne de porco irlandesa das prateleiras porque foi encontrado em algumas fazendas um nível 200 vezes maior de dioxina do que o permitido devido na ração, o que causou a contaminação da carne de suínos.

O Irish Times, sem citar fontes, disse que a contaminação pode ter sido causada por óleo usado do norte da Irlanda. O material deveria ter sido guardado ou destruído, afirmam os especialistas.

Autoridades do Ministério da Agricultura da Irlanda não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

A crise aumentou na terça-feira, depois que autoridades disseram que três rebanhos bovinos na Irlanda estavam contaminados com dioxinas.

O governo da Irlanda, um dos maiores exportadores de carne bovina da União Européia, declarou que não há necessidade de recolher os produtos irlandeses de carne bovina porque o nível e a dimensão da contaminação nos animais afetados são bem menores do que os descobertos em 10 fazendas criadoras de porcos.

O veterinário-chefe da Irlanda, Paddy Roggan, informou que deve confirmar a autoridades da União Européia que a carne bovina irlandesa é segura e pode continuar a ser comercializada normalmente, tanto no mercado interno quando em exportações, segundo um comunicado do Ministério da Agricultura.

"Estamos enfrentando outro desafio enorme para a indústria da carne bovina", disse ontem Aidan Cotter, diretor- executivo do órgão de inspeção alimentar irlandês.

Tags:
Fonte:
Gazeta Mercantil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário