Necessárias ao País, exportações avícolas têm importância-chave para diversas UFs

Publicado em 20/05/2010 09:20 188 exibições
Cinco produtos da avicultura brasileira – cortes de frango, frango inteiro, industrializados de frango, carne de frango salgada e industrializados de peru – foram responsáveis por 3,85% dos cerca de US$54,4 bilhões que o País arrecadou com exportações no primeiro quadrimestre de 2010.
Mas esses cinco itens – integrantes de uma lista dos 100 principais produtos exportados pelo Brasil no período – representam apenas uma parte do universo negociado externamente pelo setor avícola.

Portanto, a receita cambial da avicultura e sua participação no esforço exportador brasileiro apresentam resultados bem mais significativos que os observados no quadro dos “100 mais”. Mas não só isso, porém. Porque a atividade tem importância-chave para algumas unidades federativas e regiões exportadoras.

A Região Sul é o melhor exemplo, pois, ali, as exportações responderam, no quadrimestre, por mais de 15% da receita cambial. E o maior destaque individual, na Região, fica com Santa Catarina, onde quase 30% da receita cambial provêm da avicultura.

Em oposição a Santa Catarina, São Paulo é, dos estados exportadores, o menos dependente das vendas externas. Mesmo isso, porém, não diminui a importância das exportações avícolas para o setor e para o próprio Estado. Rememore-se, a propósito, que São Paulo é o mais industrializado do País, exportando milhares de diferentes produtos. Ainda assim, a carne de frango (cortes e frango inteiro) aparece duas vezes na pauta dos100 principais produtos exportados pelos paulistas.
Mas, sem dúvida, a unidade federativa em que as exportações avícolas vêm tendo importância capital é no Distrito Federal. Em Brasília, as exportações de frango inteiro, cortes de frango e industrializados de frango responderam por 82,5% da receita cambial do primeiro quadrimestre de 2010.

A ressaltar, ainda, que em algumas UFs (Paraná, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais) um novo item começa a aparecer entre os 100 principais produtos exportados: o ovo – fértil ou para consumo.

Neste caso, a surpresa maior parece estar no fato de Mato Grosso do Sul surgir como grande exportador de ovos férteis. Mas isso tem explicação: é que no Estado está instalada uma unidade produtiva da Cobb do Brasil.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário