Aumenta consumo de suínos e frangos

Publicado em 08/09/2010 09:36
299 exibições
Com um crescimento de 125% desde 2003, a indústria avícola na Argentina espera produzir 1,66 milhão de toneladas neste ano e busca tornar-se a segunda maior exportadora mundial de frango, depois do Brasil.  

Mas também mira o prato dos argentinos: o consumo subiu, no período, de 20 quilos para 34 quilos por habitante/ano.

"O aumento da demanda por frango foi efetivamente uma consequência do menor consumo de carne bovina, embora isso não tenha sido linear", disse recentemente o presidente do Centro de Empresas Processadoras Avícolas (Cepa), Roberto Domenech. Da produção total, 320 mil toneladas serão exportadas em 2010, estima a associação.

Os produtores de suínos também estão animados. O consumo anual de carne de porco é de 7,5 quilos por pessoa. Ainda é menos de 40% da média mundial, mas o consumo era de 2 quilos por habitante/ ano em 2005. O setor recebeu uma mãozinha da presidente Cristina Kirchner, que em uma cerimônia na Casa Rosada, em janeiro, elogiou as virtudes supostamente afrodisíacas dos suínos.

"Acabo de saber de um dado que eu desconhecia: que comer porco melhora a atividade sexual. É muito mais gratificante comer um porquinho na brasa do que tomar viagra", disse Cristina, que relatou ter feito sua própria experiência com o marido, o ex-presidente Néstor Kirchner, o que arrancou risos da plateia na sede do governo.

Cristina inaugurou, no início do ano, a venda de pescado por preços populares em barracas instaladas por bairros pobres de várias cidades do país. O projeto é conhecido como "Merluza para Todos". Na semana passada, houve confusão em Mendoza, oeste do país, por causa das longas filas em uma barraca.
Tags:
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário