Altas do início do mês não se sustentam e preços do ovo voltam a recuar

Publicado em 14/09/2010 09:21
243 exibições
A perspectiva de, em setembro corrente, repetirem-se os valores máximos alcançados em agosto passado (R$40,00/caixa, na média) torna-se, agora, remota: ontem, antes mesmo da virada da quinzena, os preços pagos pelo ovo retrocederam tanto no atacado como em nível de produtor, sinalizando momentos mais difíceis para a frente.

O temor, agora, é que, o mercado venha a apresentar comportamento idêntico ao de setembro de 2009, ocasião em que o mês foi encerrado com preços 21% menores que os do início do período.
Aliás, não é por menos que o preço médio do produto neste mês registre, até aqui, incremento de quase 12,5% sobre setembro de 2009. Pois isso não resulta de uma valorização atual do produto, mas, sim, da violenta perda de preço ocorrida um ano atrás.

Embora se imagine ser difícil nova ocorrência de um fenômeno do gênero, nada impede a repetição do ocorrido em setembro de 2009. Mesmo porque isso já foi observado no mês passado (em agosto último o ovo teve um desempenho absolutamente similar ao de agosto de 2009, com as mesmas altas e baixas; tanto que o mês foi fechado com uma variação anual de preços pouco superior a meio por cento). Resta ao setor tentar impedir que o raio caia duas vezes no mesmo lugar.
Tags:
Fonte: AviSite

Nenhum comentário