Custos de grãos para rações impactam negativamente a produção de aves

Publicado em 20/10/2010 13:53
443 exibições

Os aumentos significativos nos custos de trigo, milho, soja, cevada e outros grãos utilizados na fabricação de rações para aves estão resultando em um impacto negativo sobre o custo de produção de aves em todo o mundo, o que levará inevitavelmente ao aumento dos preços da carne de aves no mercado global. 

Os membros do International Poultry Council (IPC) estão fortemente preocupados com o aumento do preço dos cereais para ração no mercado mundial. Esses custos elevados não podem ser absorvidos por maior eficiência na cadeia produtiva isoladamente, e devem ser repassados aos consumidores por preços mais elevados para as aves. 

A ração é de longe a maior despesa na criação de frango, peru e pato destinados à mesa do consumidor. Dependendo do país, a alimentação das aves é composta de uma combinação de milho, soja, trigo ou cevada. Os custos do milho e do trigo aumentaram aproximadamente 50% nos últimos quatro meses, enquanto o custo do farelo de soja aumentou cerca de 20%. Os preços dos cereais estão inusitadamente voláteis nos mercados mundiais, e podem subir ainda mais, dependendo do resultado da safra do Hemisfério Norte. 

Vários fatores têm contribuído para o aumento dos preços de grãos para este ano: uma seca na Rússia, que reduziu drasticamente a colheita de trigo nesse importante produtor de trigo; excesso de chuvas nos Estados Unidos, o que provocou uma redução nas lavouras de soja e de milho; e um atraso no plantio no Brasil. Improváveis condições meteorológicas melhores em 2011 poderiam trazer para baixo os preços dos grãos em relação às recentes altas e, eventualmente, levar à redução dos preços da carne. 

Embora o preço do frango deva inevitavelmente subir se o custo dos grãos continuarem elevados, o impacto será muito menor em relação a outras carnes devido à eficiência característica da criação de aves no que diz respeito às taxas de conversão alimentar. Portanto, o preço da carne de aves deve subir menos do que o preço das carnes concorrentes. 

O IPC é o órgão representativo da indústria e do comércio mundial de carne de aves. Seus 24 países membros são responsáveis por 81% da produção mundial de carne de frango. O órgão é reconhecido oficialmente pela Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas, pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e pela Comissão Codex Alimentarius.

Tags:
Fonte: Avicultura Industrial

Nenhum comentário