Preço do leite reage e eleva ganhos do produtor rural em SC

Publicado em 27/10/2010 08:47
325 exibições
Os preços praticados pelos laticínios de Santa Catarina na aquisição de leite cru dos produtores rurais estão em movimento de ascensão: em setembro foi reajustado em 2,3% e em outubro subiu mais 1,6%. O pecuarista está recebendo o valor bruto  de R$ 0,5827 pelo litro de leite padrão posto na plataforma da indústria, com Funrural incluso.

Esse é o melhor preço dos últimos quatro anos para o mês de outubro, de acordo com o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), Nelton Rogério de Souza.

O preço está subindo em um período primavera-verão em que, tradicionalmente, os preços estão em baixa. Dois fatores concorrem para isso. De um lado, a seca que atingiu santa Catarina e várias regiões brasileiras, reduzindo a produção de leite. De outro lado, a boa remuneração proporcionada pelo queijo tem desviado grandes volumes de leite para essa linha de produtos.

- O mercado teve um comportamento estanho neste ano. No inverno, quando a produção cai e o preço sobe, tivemos um fenômeno inverso. O governo promoveu maciças importações do Uruguai e gerou uma das mais graves crises enfrentadas pelo setor. Por isso, em plena entressafra, os preços ao produtor caíram 6%, enquanto os produtos lácteos no varejo subiram no mesmo período. O principal efeito dessa crise foi o recuo da produção leiteira, pois os produtores comercializaram o leite abaixo dos custos de produção.

A tabela de valores definidos neste mês pelo Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Santa Catarina (Conseleite) para o leite padrão e suas variações expressa o movimento de alta. Os valores finais de setembro registraram 2,3% de aumento e ficaram em R$ 0,6593 para o litro de leite acima do padrão, R$ 0,5733 para o leite-padrão e R$ 0,5212 para a matéria-prima abaixo do padrão.

Os valores que o Conseleite projetou para outubro embutem mais 1,6% de realinhamento para cima: R$ 0,6701 para leite superior ao padrão, R$ 0,5827 para leite-padrão e R$ 0,5297 para leite abaixo do padrão.

Contexto
Santa Catarina produz 1,9 bilhão de litros de leite. O oeste responde por 72% desse volume. A base produtiva do leite é formada por 60.000 produtores rurais e está presente em 80% dos estabelecimentos com até 50 hectares. O leite deixou de ser uma atividade secundária e passou a ser uma das principais geradoras de renda para o produtor catarinense em razão da conjugação de vários fatores que tornaram o Estado o sexto maior produtor nacional.
Tags:
Fonte: MB Comunicação

Nenhum comentário