Preço médio do frango exportado continua aquém do período pré-crise

Publicado em 23/11/2010 08:52 202 exibições
Embora em evolução, o preço médio da carne de frango exportada pelo Brasil vem apresentando relativa estabilidade há mais de um ano. Dessa forma, mesmo tendo registrado em outubro passado o melhor resultado desde o final de 2008, nos últimos 15 meses o produto teve uma variação de preços que não chega a 5%, registrando um crescimento médio inferior a meio por cento ao mês.

Considerados os 36 meses decorridos entre novembro de 2007 (fase pré-crise) e outubro de 2010 constata-se que apenas cortes e frango inteiro apresentam ligeira recuperação de preços - o primeiro de 10,49% e o frango inteiro, de 8,06%. Já industrializados e carne de frango salgada permanecem com preços inferiores aos de novembro de 2007, com reduções de 6,93% e 0,77%.
Porém, considerados os melhores valores alcançados no período analisado (correspondentes, até agora, a recordes históricos), os quatro tipos continuam com sua cotação média subvalorizada.

Assim, frango inteiro, cortes de frango e industrializados de frangos registraram em outubro preços médios entre 17,8% e 19,4% menores que os alcançados em agosto-setembro de 2008. Já a carne de frango salgada obteve em outubro um valor 6,6% menor que o de seu melhor preço – curiosamente, registrado não no período pré-crise (2008), mas em fevereiro de 2010.

Tomando o frango inteiro como base, nos dois anos analisados os cortes registraram preço médio 15% superior, a carne de frango salgada 85% e os industrializados 94% (ou quase o dobro do frango inteiro). Mas como o volume de salgados e industrializados é significativamente menor que o de frango inteiro e cortes, o valor médio alcançado pelo frango brasileiro tem correspondido, com pequenas e eventuais diferenças, ao preço médio alcançado pelos cortes de frango.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário