Influenza e aftosa obrigam Coreia do Sul a sacrificar parte de seu plantel

Publicado em 21/01/2011 08:20
O governo sul-coreano anunciou, nesta semana, que na tentativa de conter o surto de febre aftosa que afeta a produção animal, as autoridades sanitárias do país já sacrificaram cerca de dois milhões de cabeças de bovinos e de suínos, o equivalente a 15% do plantel.

Já a tentativa de conter a disseminação do surto de Influenza Aviária detectado nos últimos dias de 2010 levou a sacrifício sanitário mais de três milhões de aves, número que corresponde a 3% do plantel avícola do país.

Apesar desse esforço, a doença continua em franca disseminação pelo território sul-coreano. Na primeira notificação enviada à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), logo no início de 2011, as autoridades sanitárias sul-coreanas registraram a ocorrência de quatro diferentes casos de Influenza Aviária. Na última sexta-feira (14) eles haviam subido para 23, número que chegou a 26 no dia 18, terça-feira desta semana.

Mas a infecção do vírus na Coreia do Sul não é caso isolado. Em pouco mais de 30 dias, casos de Influenza Aviária foram registrados em Mianmar (antiga Birmânia), Bangladesh, Hong Kong e no Japão.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário