Finda a Quaresma, preços do ovo retrocedem

Publicado em 26/04/2011 08:57 185 exibições
Com a chegada da Páscoa e o fim da abstinência no consumo de carnes, os preços dos ovos – alimento de origem animal de alto consumo no período de Quaresma – voltaram a enfrentar natural retrocesso, neste caso o primeiro em quase 30 dias. Correto?

Sem dúvida, o fim da Quaresma tende a repercutir sobre o mercado de ovos. Por ora, porém, a queda não pode ser imputada ao término daquele período religioso e, sim, ao fato de os dois feriados conjuntos da semana passada (quinta e sexta-feira) terem afetado diretamente o trabalho nas granjas.

Resultado: houve interrupção das tarefas de classificação e, com isso, o volume produzido acumulou-se nas próprias granjas, determinando um subseqüente aumento da oferta nesta segunda-feira. O suficiente para que aumentassem as pressões observadas desde a semana passada, ocasionando o primeiro retrocesso do mês.

Nessa baixa, sem dúvida, pesou o fato de estarmos na última semana do mês, período em que os negócios se tornam mais lentos. É oportuno lembrar, no entanto, não só que em menos de sete dias já estaremos em novo mês e, o que é melhor, em semana que antecede a comemoração do Dia das Mães.

Como, exceto pelas condições impostas pelos feriados atípicos, a oferta vem se mantendo ajustada, supõe-se que não haja espaço para novas pressões sobre os preços ora praticados. Porém, a manutenção e a própria recuperação desses preços dependem do esforço dos produtores.

Tags:
Fonte:
AviSite

0 comentário