Paraná atinge maior produção avícola dos últimos cinco anos

Publicado em 05/05/2011 08:47 413 exibições
O setor avícola começou o ano com bons resultados no Paraná. No primeiro trimestre de 2011 ocorreu um aumento de mais de 6% no abate de frango de corte, com relação ao mesmo período do ano passado, o que representou um acumulado de 346.296.353 cabeças de frango. Esse é o maior volume de produção avícola do Estado dos últimos cinco anos. O faturamento ficou em R$ 214 milhões com aumento de 13% comparado ao primeiro trimestre do ano passado. Desde o ano 2000, o Paraná é o líder nacional na produção de aves.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins, disse que o desempenho foi positivo apesar do aumento dos preços de insumos como milho e soja. ''Temos qualidade, quantidade e preço. Isso faz o Paraná se destacar'', disse.

As exportações são o principal incentivo para o crescimento da produção. No primeiro trimestre, as indústrias paranaenses atingiram um faturamento total de US$ 242,158 milhões. No mesmo período do ano passado, foram exportados US$ 214,325 milhões. O Brasil, no acumulado do trimestre, chegou à marca de 934.197.929 quilos de carne de frango comercializados ao mercado externo. De acordo com Martins, a tendência é que as exportações continuem com um bom ritmo, resultando na quebra de novos recordes de abate para o Paraná.

''O aumento do faturamento e da produção é resultado de um trabalho que o Sindiavipar vem desenvolvendo para buscar novos mercados e, junto com a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Ubabef), recuperar os preços internacionais. Mesmo com o câmbio desfavorável, estamos conseguindo agregar valor aos nossos produtos. Isso é devido à disponibilidade e à variedade que as indústrias avícolas do Paraná apresentam'', afirmou Martins.

Ele disse que se o setor continuar com a mesma tendência atual, a previsão é que feche o ano com um crescimento de 10% tanto na produção quanto nas exportações. ''Tudo é uma questão de mercado'', declarou. Segundo Martins, os países árabes são os que mais importam frango do Brasil. Com a morte do terrorista Osama Bin Laden, há dúvidas se o volume de exportações continuará o mesmo.

Tags:
Fonte:
Folha Web

0 comentário