Suínos: Sem rumo, setor se une para cobrar medidas do governo

Publicado em 01/07/2011 10:01 309 exibições
O mercado interno de suíno vivo e de carne continua bastante indefinido, segundo pesquisadores do Cepea. Enquanto na região Sudeste observa-se alta nos preços, no Sul do País, a maioria das praças acompanhadas pelo Cepea continua registrando quedas nos valores. Depois da suspensão das compras por porte da Rússia e da Ucrânia, representantes do setor têm discutido qual a real situação da atividade e que medidas devem cobrar do governo federal para amenizar a situação da suinocultura nacional. Presidentes das associações de suinocultores estaduais argumentam que, se não tomadas providências muito em breve, muitos produtores sairão da atividade. Por ora, entre as medidas que serão coordenadas pela Comissão da Agricultura são: a liberação de mais estoques de milho pela Conab, além dos 70 mil toneladas que serão disponibilizadas agora em julho; o aumento do volume de carne suína na alimentação em presídios, quartéis e merenda escolar de Santa Catarina; a prorrogação das dívidas de custeio e investimentos, além da liberação de mais crédito.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário