Suínos: Preço do vivo dita ganhos e perdas da relação de troca

Publicado em 23/09/2011 11:26 301 exibições
Nos últimos meses, as grandes variações no poder de compra do suinocultor frente ao milho e ao farelo de soja, principais insumos da atividade, têm decorrido sobretudo da instabilidade do mercado de suíno vivo, segundo pesquisas do Cepea. Os preços dos insumos, por sua vez, mantêm-se relativamente estáveis. Essa constatação mostra, portanto, que o preço do suíno tem sido o indicativo principal sobre o melhor momento de compra de insumos. De acordo com dados do Cepea, após o período de festas no final de 2010, a carne suína e o animal vivo desvalorizaram no mercado interno. A primeira recuperação dos preços em 2011 veio após o carnaval, mas logo as cotações voltaram a recuar e, em junho, chegaram às piores médias do ano. Foi o aumento dos embarques naquele mês que proporcionou alguma recuperação ao mercado, fomentando a demanda por animais para abate e reposição de estoques de carne. Em agosto, no entanto, as cotações tornaram a recuar, sendo que neste correr de setembro, novamente, registra-se recuperação das perdas recentes.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário