Suínos:Neste ano, vivo não mantém alta típica de outubro

Publicado em 04/11/2011 09:10 245 exibições
No correr de outubro, os preços do suíno vivo apresentaram movimentos distintos entre as regiões acompanhadas pelo Cepea. Em várias, os preços não conseguiram se sustentar, destoando do comportamento altista que costuma caracterizar outubro, quando, tipicamente, iniciam-se as compras para a demanda mais aquecida de final de ano. Considerando-se a série histórica de preços nominais do suíno vivo negociado em São Paulo, Minas Gerais e nos estados do Sul do País a partir de 2006, as cotações subiram em outubro de todos os anos, com exceção de 2008, quando a crise financeira mundial afetou a economia como um todo. Em outubro deste ano, no entanto, as quatro praças acompanhadas pelo Cepea em Minas Gerais acumularam quedas. Algumas localidades de Santa Catarina, Paraná e São Paulo conseguiram reajustes, mas em outras, prevaleceu a desvalorização do animal. Somente no Rio Grande do Sul, produtores das quatro regiões pesquisadas tiveram aumento de preço no acumulado do mês, mantendo-se alinhado com o visto em anos anteriores.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário