Arrozeiros debatem a comercialização em Porto Alegre nesta sexta-feira

Publicado em 17/05/2012 15:02 363 exibições
Encontro de entidades na Farsul, nesta sexta-feira, às 9h debaterá conjuntura e políticas para o setor orizícola.
A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) promove, nesta sexta-feira, às 9h, no auditório da Farsul, em Porto Alegre, uma reunião de diretoria. Estarão presentes os presidentes das associações arrozeiras gaúchas. Em debate a conjuntura econômica e de comercialização da safra 2011/12 e as políticas setoriais.

Segundo o presidente Renato Rocha, na reunião será apresentada a evolução a respeito do endividamento do setor, a comercialização da safra e mudanças estruturais e de leis para a orizicultura.

Um relato sobre as importantes resoluções da reunião da Câmara Setorial Nacional do Arroz, no último dia 18, Brasília (DF), será apresentado. “Esclareceremos nossas demandas quanto aos leilões da Conab, as mudanças propostas no Projeto de Lei 72, e também, a inclusão das demandas arrozeiras na Medida Provisória 556, cujo relator é o Dep. Fed. Jerônimo Goergen (PP/RS), que deverá ser votada na próxima semana pela Câmara Federal”, cita.
DILMA - O secretário-adjunto da Agricultura, Pecuária e Agronegócios do RS, Cláudio Fioreze, apresentará na reunião um documento com subsídios da cadeia produtiva, que será levado ao governador Tarso Genro e posteriormente à presidente Dilma Rousseff. Pelo menos dois temas são considerados vitais à orizicultura: o financiamento das dívidas arrozeiras em 35 anos e o estabelecimento de cotas de importação do MERCOSUL, ambos fundamentais para a garantia de renda ao produtor. Participarão também o presidente do IRGA Cláudio Pereira, o vice-presidente da Fetag, Joel Silva, e o presidente da Comissão do Arroz da Farsul, Francisco Schardong. “É um documento que alcança outro peso político sendo entregue à presidente da República como uma prioridade do Estado, pelo governador Tarso Genro”, diz Renato Rocha, presidente da Federarroz.
SEGURO - Uma das atrações da reunião, nesta sexta-feira, será a apresentação sobre a viabilidade do seguro faturamento (ou renda) para a cultura do arroz irrigado no Rio Grande do Sul. O tema será abordado pelos professores Vitor Ozaki, da Esalq/USP, e Rogério Campos, da UFPel. “É um tema relevante, pois não temos este modelo de seguro e a falta de renda é um dos grandes grgalos do setor”, avisa Renato Rocha.
Tags:
Fonte:
Federarroz

0 comentário