Aumentam áreas de plantio de feijão de corda no Ceará

Publicado em 03/07/2013 08:47 384 exibições
Produtores ampliaram cultivo no Interior impulsionados pela alta no valor do grão e chuvas de maio e junho

Iguatu. As várzeas do Açude Orós e do Rio Jaguaribe, localizadas neste município e em Quixelô, tradicionalmente ocupadas no 2º semestre de cada ano, por plantio de arroz irrigado, neste ano, dividem espaço com o cultivo de feijão-de-corda. A partir de setembro começa a colheita dos grãos nas áreas de produção e até o fim do ano, o trabalho dos agricultores é intenso e diário.

Os produtores de feijão ampliaram as áreas de cultivo por causa do preço do produto, que, neste ano, registrou alta, e impulsionados pelas chuvas que caíram em maio e junho passados. A saca de 60 quilos chegou a ser vendida por R$ 330,00. Hoje, o preço caiu para R$ 120,00. A justificativa para a redução do preço é simples e antiga: a lei da oferta e da procura.

Leia a notícia na íntegra no site do Diário do Nordeste.

Tags:
Fonte:
Diário do Nordeste

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário